CONAPE da "esperança" marca compromisso coletivo em defesa da educação pública; entidades, incluindo a ANPEd, aprovam a Carta de Natal

2022 07 17 ok site capa conape

A II Conferência Nacional Popular de Educação (Conape), encerrada neste domingo (17) em Natal (RN), deixou a marca de esperança e resistência necessárias à Educação pública. Ao longo de três dias, o encontro reuniu trabalhadores e entidades da Educação, com debates, manifestações, programação cultural e apresentação de pesquisas. A Carta de Natal, aprovada e lida ao final, reforça os compromissos de participação cidadã e gestão social e democrática da Educação pública, com necessidade de retorno imediato de investimentos, planos dignos de carreira docente e combate a diversas formas de discriminação. A carta também atende a reinvindicações históricas da ANPEd, como a revogação da BNCC, além da recomposição do Fórum Nacional de Educação (FNE). 

Para Miriam Fábia, diretoria financeira da ANPEd, o documento traz referências que podem e devem ser cobradas de candidatos às eleições deste ano que se digam comprometidos com a Educação. "Isso precisa estar representado em Brasília. E a ANPEd se compromete com este plano de lutas e a fazer cotidianamento um país diferente. E vamos para casa repletos de esperança", afirmou para os presentes. Miriam e a professora Angela Coutinho representaram a ANPEd na Comissão de Sistematização, na preparação da Assembleia.

 

A ANPEd esteve presente desde a preparação do encontro até a condução de atividades, a exemplo de debate sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), com a participação de integrantes da atual diretoria - acesse ementa da atividade. Outro envolvimento importante da Associação, como entidade acadêmica, foi no Eixo de Apresentações de Trabalhos, como Comitê Científico. O eixo 4 (foto abaixo), sobre BNCC, teve coordenação de Claudio Nunes, Maria Luiza Sussekind e Miriam Fábia.

A Rede Comunica Educação, articulação feita pela Associação junto a outras entidades, também promoveu uma roda de conversa com o tema Educação e Comunicação: desafios para um Brasil Democrático", contando com a presença de Malvina Tuttman (Unirio), ex-presidente do INEP.

Com papel preponderante, ao longo de dois anos, a ANPEd esteve à frente da coordenação executiva do FNPE, realizando conferências e encontros por todo o Brasil com a presença de membros da diretoria e associados, pactuando às bases da CONAPE. Recentemente, uma live histórica reuniu cinco ex-presidentas da Associação para debater a preparação do encontro.

Toda esta importante mobilização concretizada na II Conape tem como histórico o processo de desmonte do Fórum Nacional de Educação (FNE) ainda sob o governo de Michel Temer, retirando assento de entidades de referência da área, dentre elas a própria ANPEd e, consequentemente, esvaziando a CONAE (Conferência Nacional de Educação), gerida até então entre sociedade civil e MEC. Como resposta, as entidades criaram o Forum Nacional de Educação Popular (FNPE), mantendo as vozes de trabalhadores e pesquisadores da Educação vivas dentro da Conape, que chegou com força a sua segunda edição mesmo num contexto tão ruim para a educação pública sob o governo de extrema direita de Jair Bolsonaro. Na primeira edição, realizada em 2018, a ANPEd igualmente teve papel preponderante, com a Educação tomando as ruas de Belo Horizonte - clique aqui e relembre. 

Confira a seguir reportagem do CNTE

Fotos: Jordana Mercado

No último dia da II Conferência Nacional Popular de Educação (Conape) 2022, neste domingo (17), na capital do Rio Grande do Norte (Natal), trabalhadoras e trabalhadores de todo país aprovam a Carta de Natal. O documento registra o compromisso coletivo em defesa da educação pública de qualidade, laica, democrática e inclusiva para todas, todos e todes. A atividade, que aconteceu pela manhã, foi referenciada em plenário como “Conape da esperança”. A Conape 2022 é organizada pelo Fórum Nacional Popular da Educação (FNPE).

>> Veja Playlist CONAPE 2022 (todos os vídeos) no Youtube da CNTE

A Carta, como diz o presidente em exercício da CNTE, Roberto Leão, é um resumo do Documento final da etapa nacional da Conape (que serão divulgados em breve) no qual aponta as reivindicações do ramo da educação e as pautas do movimento rumo à reconstrução do país.

“Para isso propomos uma plataforma em defesa do Estado democrático de direito, em defesa das instituições republicanas, da vida e da soberania popular, dos direitos sociais e da educação, que mobilize ainda mais o amplo setor da sociedade”, diz trecho da Carta ao citar as principais pautas das entidades que compõem o FNPE e que assinam o compromisso.

Algumas das bandeiras de lutas das trabalhadoras e trabalhadores da educação: A revogação da Emenda Constitucional 95 de 2016, que limita investimentos da saúde e educação, e demais medidas e renuncia fiscal que fragilizem as políticas sociais, retomada de investimento na educação pública e nas áreas sociais, fim do congelamento dos recursos primários associados ao poder executivo, revogação do ensino médio, entre outras.

>> Veja a seguir o vídeo da leitura da Carta de Natal

 

 

“A Conape é resultado de um esforço solidário, que mostra que nós somos capazes de nos organizarmos e fazermos tudo que for necessário. A Conape está na disputa da educação pública deste país. Tenho certeza de que cada um e cada uma daqui sai fortalecido para as próximas lutas”, disse o presidente interino da CNTE, Roberto Leão.

>> Sob ataque, Conferência Nacional Popular de Educação (CONAPE) vai debater futuro da educação no Brasil

Homenagem Marcelo Arruda

Ainda durante a plenária final da Conape, as trabalhadoras e os trabalhadores da educação, fizeram uma homenagem a Marcelo Arruda, tesoureiro do PT que foi assassinato no seu aniversário de 50 anos com decoração do partido, pelo policial penal federal Jorge José da Rocha Guaranho em Foz do Iguaçu (PR), há um mês.

A manifestação que pede paz e justiça por Marcelo Arruda aconteceu também em diversas cidades brasileiras. Veja a seguir o vídeo da homenagem ao Marcelo Arruda.

 

 

Participação internacional

Yamile Socolovsky, secretária de Relações Internacionais da Federação Nacional dos Docentes Universitários (CONADU), Combertty Rodriguez, coordenador Regional Principal da Internacional da Educação na América Latina e Eduardo Pereyra, secretário de Relações Internacionais da Central de Trabalhadores da Educação da República Argentina– CTERA, Argentina, falaram no encerramento sobre a importância da Conape e do Brasil para as trabalhadoras e os trabalhadores da educação para América Latina.

> Veja o vídeo da Yamile Socolovsky

> Veja o vídeo do Comberetty Rodriguez

> Veja o vídeo de Eduardo Pereyra

Saiba mais sobre os outros dias da Conape

>> Comemorando 15 anos, nova edição da Revista Retratos da Escola da CNTE é lançada na Conape 2022

>> Nas ruas de Natal, mais de 5 mil pessoas participam da marcha política e cultural de abertura da Conape 2022

As fotos da CONAPE 2022 estão publicadas na página da CNTE no Facebook.

>> Veja aqui as fotos do dia 15 de julho

>> Veja aqui as fotos do dia 16 de julho

>> Veja aqui as imagens do dia 17 de julho

2022 07 17 site votosjordana mercado conape whats 43

 

2022 07 17 jordana mercado conape dois 14

WhatsApp Image 2022 07 17 at 13.42.06

 

Leia Também